A eficácia da tecnologia dos nanoencapsulados

Os ativos nanoencapsulados são uma parte da evolução nos tratamentos estéticos e dos dermocosméticos. Eles trazem inúmeros benefícios, entregando muito mais resultado em menos tempo de uso. 

Sendo assim, essa tecnologia levou a uma cosmetologia avançada, sendo possível maior interação dos produtos com a pele. Hoje conseguimos ultrapassar a barreira protetora sem causar desequilíbrio na sua proteção. Isso quer dizer que, diferentemente do passado, conseguimos que um ativo tenha ação nas camadas mais profundas da pele sem a necessidade de uso de peelings agressivos que descamam e tiram toda a camada protetora. 

O que são ativos nanoencapsulados

Primeiramente, os ativos nanoencapsulados são ingredientes incorporados em produtos de tratamento para a pele. Eles têm um tamanho minúsculo, menor que 100 nanômetros – um nanômetro equivale a um bilionésimo do metro. Para você entender a dimensão desse tamanho, veja alguns exemplo a escala comparativa abaixo:

comparação dos ativos nanoencapsulados e outras referências

Esse tamanho muito pequeno facilita que os ingredientes ativos penetrem entre as células das camadas da epiderme, vencendo assim a barreira da nossa pele que bloqueia as substâncias do ambiente externo.

Mas não é só o tamanho que diferencia os ativos nanoencapsulados. O ingrediente que irá tratar a pele está dentro de uma nanocápsula. A construção é similar a uma pílula em que o medicamento é fechado dentro de uma cápsula. Da mesma forma as nanocápsulas, guardam em seu interior as substâncias que vão tratar a pele.

Então, após a permeação na camada superficial, essa cápsula vai direcionando o ingrediente ativo até chegar ao local exato onde ele deve agir. Para isso, a cápsula vai se desmanchando e criando a sua própria trilha na pele para chegar ao local de ação. 

permeação dos ativos nanoencapsulados

Por exemplo, um ativo nanoencapsulado para redução da celulite precisa agir na camada de gordura da pele, então, a cápsula desse ativo vai direcionando até esse local

A Extratos da Terra tem nanotecnologia

Em 2006, a Extratos da Terra lançou o primeiro produto com nanotecnologia para uso corporal. Desde então, muitos outros produtos foram desenvolvidos com os ingredientes nanoencapsulados.

Isso porque a Extratos tem em sua missão levar aos clientes resultados eficientes, ao mesmo tempo protegendo a saúde da pele. Nesse sentido, a nanotecnologia nos permite aplicar o conceito de química verde, com ativos seguros, biodegradáveis e biocompatíveis – bons para o planeta e para a nossa pele.

Então, os produtos com nanotecnologia da Extratos da Terra têm liberação prolongada por até 12 horas, e muitos produtos conseguem resultados excelentes com 30 dias de uso.

Alguns produtos que possuem ativos nanoencapsulados 

Sérum Vit C – com vitamina C e resveratrol nanoencapsulados para tratar e prevenir o envelhecimento

Magic 3C e Nano Shower – com blend de óleos nanoencapsulados para o tratamento da celulite

Sérum Potencializador e Sérum Concentrado – com cafeína nano para redução de gordura localizada

Creme Firmante – com DMAE nano para melhora da firmeza da pele

Sérum Melan T-block e M-solution – com nano alfa-arbutin para o tratamento de manchas de pele. 

Ícones de nanotecnologia da Extratos da Terra

Esses são apenas alguns exemplos de produtos com nanotecnologia. Você pode encontrar no nosso site outros produtos como esses que tenham a identificação de nanotecnologia igual à do ícone ao lado.

Gostou do conteúdo? Compartilhe com quem você acha que vai gostar também 😉

Afinal, por que precisamos utilizar protetor solar no inverno?

“Filtro solar, nunca deixem de usar filtro solar. Se eu pudesse dar só uma dica sobre o futuro, seria esta: usem o filtro solar”. Já dizia Pedro Bial em seu memorável texto com dicas para uma vida longa e feliz. Os benefícios a longo prazo do uso de filtro solar estão comprovados pela ciência, e isso todo mundo já sabe. Mas, com a chegada do inverno, fica aquela dúvida: será que faz muita diferença não passar o protetor solar?

A resposta é única: S-I-M! Faz toda a diferença, mesmo que o sol não pareça ser o mesmo do verão. Essa sensação é justificada, pois os raios ultravioleta B (ou UVB) alternam sua intensidade em alguns períodos – como outono e inverno, dias mais frios e nublados -, mas os raios ultravioleta A (ou UVA) mantêm o mesmo poder de penetração durante o ano todo.

Os raios ultravioleta A penetram a camada de ozônio com facilidade e nos atingem de forma menos intensa, porém contínua. Por isso, têm relação direta com o melanoma, que é um câncer mais severo. Já os raios ultravioleta B são relacionados aos outros casos de câncer de pele – os mais comuns, que ocorrem em maior número.

Mas doenças graves não são o único perigo. Essas radiações ainda podem causar envelhecimento precoce, manchas, rugas e flacidez. Percebeu a necessidade de cuidar da sua pele, protegendo-a com filtro solar mesmo nos dias em que o sol está mais tímido? Acredite: no futuro, você vai ficar grata (e linda!) por ter ouvido essas dicas.

Além disso, deve haver um cuidado redobrado principalmente por pessoas com o fototipo 2 de pele – ou seja, pessoas com a pele muito clara, loiras ou ruivas e de olhos claros. Por possuírem características mais sensíveis, essas pessoas estão mais vulneráveis ao câncer de pele. Portanto, para quem pertence a esse grupo, é indicado, além do protetor solar, o uso de proteções mecânicas, como bonés, chapéus e óculos escuros.

Já para as pessoas que não possuem a pele sensível, somente o uso diário do filtro solar já é suficiente. Ainda assim, recomenda-se utilizá-lo não somente no rosto. As regiões do corpo em que o câncer de pele é mais comum são aquelas mais expostas à radiação solar e à luz artificial, como face, braços, tronco e também as mãos. No inverno, protetores solares até o fator 30 são suficientes. Mas vale lembrar daquela regrinha básica: evite a exposição ao sol entre 10h e 15h, os horários mais perigosos.

Se você tem problemas com excesso de oleosidade, é bom certificar-se de que está utilizando o produto próprio para o seu tipo de pele, como o Dermosoft Protect Fotoprotetor Facial da Extratos da Terra, que tem toque seco e textura adaptada para peles oleosas. Ele deixa seu rosto livre dos danos causados pelos raios UVA e UVB, radicais livres e agentes como o vento, a poluição e a própria luz ambiente, além de hidratar a pele e prevenir o fotoenvelhecimento.

Para completar, fique de olho nas dicas de cuidados específicos para a pele por faixa de idade:

– 25 a 40 anos: para pessoas com essas idades, a palavra-chave é prevenção. Utilize diariamente protetor solar de amplo espectro, com proteção UVA e UVB, higienize a pele e aplique cremes antioxidantes tópicos ricos em princípios ativos como a vitamina C, a vitamina E ou o extrato do kakadu, por exemplo.

Indicamos: Dermosoft Protect FPS 30 e Dermosoft Revitalize Dermo Vit C;

– Acima de 40 anos: além dos fotoprotetores e antioxidantes, utilize agentes firmadores, antirrugas e despigmentantes, se necessário. Isso porque as peles com mais de 40 anos começam a apresentar perda de elastina e colágeno, e sua hidratação começa a sofrer alterações.

Indicamos: Dermosoft Protect FPS 30 e Dermosoft Day Reverse Anti-Idade Facial;

– A partir dos 50 anos: nessa fase, deve-se usar produtos que estimulam a produção de colágeno na face e ao redor dos olhos. Tratamentos estéticos como peelings e lasers são recomendados, além de preenchedores e séruns que estimulem a firmeza muscular.

Indicamos: Dermosoft Protect FPS 30 e Dermosoft Revitalize Sérum Anti-idade

No fim das contas, o ponto-chave é sempre a prevenção. É imprescindível consultar um dermatologista regularmente, proteger-se da exposição solar excessiva, alimentar-se bem e ingerir muito líquido, principalmente água.

Gostou das dicas? Deixe seu comentário aqui embaixo. 😉

Por que hidratar a pele é um passo essencial?

“Hidratar a pele é fundamental”. Essa frase é bem comum de se ouvir, mas você sabe por que precisamos hidratar a pele?

A hidratação é uma maneira de equilibrar os componentes aquosos e oleosos da pele que fazem a proteção do corpo em relação ao meio externo.

Nós possuímos um sistema natural de hidratação, com componentes produzidos pela pele e que asseguram essa proteção. Além disso, essa hidratação natural garante um aspecto saudável e com viço. 

Mas à medida que envelhecemos, a nossa pele produz menos desses componentes que fazem a hidratação natural. Por isso é necessário, hidratá-la com produtos topicamente aplicados. Além disso, manter a ingestão de água de pelo menos dois litros por dia fornece uma hidratação de dentro para fora. 

Outros aspectos ambientais como as mudanças de temperatura, a umidade do ar e a poluição prejudicam o filme protetor natural da pele, o que leva à desidratação e à aparência opaca e sem vida.

Todos nós devemos manter a hidratação, até mesmo as peles oleosas. Isso mesmo, muitas vezes essas peles estão desidratadas, ou seja, possuem pouca água na sua superfície e, na tentativa de fortalecer a barreira de proteção para evitar a evaporação da água, a pele produz mais óleo.

Portanto, os hidratantes devem incorporar-se à rotina de cuidados diários da pele já na adolescência. Isso porque estamos expostos diariamente a ambientes secos ou com mudança de temperaturas, poluição, banhos constantes ou muito quentes. Tudo isso afeta a barreira de proteção e deixa a pele vulnerável à desidratação.

O que ocorre se não hidratar a pele?

Se a pele não tiver os seus níveis normais de água e componentes naturais de proteção equilibrados, a barreira de proteção é danificada.

Com isso, mais água da superfície da pele é evaporada para o meio ambiente, e a pele começa a apresentar desidratação e leve descamação, como a imagem abaixo.

pele desidratada

Se o problema persistir, você vai perceber o aspecto áspero da pele, assim como as formações de linhas de expressão e fissuras. Esses fatores não só prejudicam a aparência saudável como também são o gatilho para a instalação de problemas como acne, dermatites, sensibilidades e envelhecimento precoce.

Além disso, sabe-se que, quando a pele está bem hidratada, ela responde melhor aos tratamentos. Isso acontece porque a pele consegue absorver e distribuir de forma mais uniforme todos os ingredientes que um produto de tratamento possui. 

Qual o melhor hidratante para a pele?

O melhor hidratante é aquele destinado ao seu tipo de pele. Isso porque cada pessoa tem necessidades diferentes. Por exemplo, as peles oleosas precisam de um equilíbrio maior entre a produção de óleo e o armazenamento de água. Por outro lado, as peles secas necessitam reforçar a barreira de proteção e favorecer a hidratação biológica. 

hidratar a pele com produto vegetal

Outro fator importante é o hidratante ser biocompatível, com base vegetal que possua componentes similares ao encontrado na pele ou que estimule a produção dos hidratantes naturais, como o ácido hialurônico.

Alguns exemplos desses componentes são os ômegas, vitaminas, escaleno, proteínas, ceramidas, ácido hialurônico vetorizado pelo silício e outros lipídios que hidratam de verdade a pele.

Ações de um hidratante

Existem diversos tipos de hidratante, e cada um age de uma forma diferente. Vamos ver alguns?

  • Hidratantes oclusivos e umectantes: esses componentes agem como um imã na superfície da pele, mantendo a água nessa camada e evitando a desidratação. É um tipo de hidratante que fornece uma hidratação imediata, porém a longo prazo não é tão eficiente, visto que, à medida que é retirado da pele, o seu efeito é perdido. 
  • Hidratantes biomiméticos: são produtos que possuem componentes idênticos ou muito parecidos com os presentes naturalmente na pele. Assim, quando aplicados, eles conseguem se incorporar às células, como se já fizessem parte delas. O resultado é um efeito hidratante de longo prazo, pois fortalece a película natural de proteção. Alguns exemplos desses componentes são os ômegas e o escaleno.
  • Hidratantes biológicos: são produtos capazes de estimular a produção de agentes hidratantes como o ácido hialurônico e os lipídios produzidos pelas glândulas sebáceas. São chamados de biológicos porque o próprio corpo já possui e produz essas moléculas. 

Portanto, um bom hidratante é aquele que associa a ação imediata de hidratação, sentida na pele na hora da aplicação, com a ação de longo prazo, estimulando ou repondo os componentes de hidratação natural da pele. 

Conheça os nossos hidratantes corporais e faciais biocompatíveis com a pele. 

5 dicas de como preparar o corpo durante o inverno para curtir o verão

Você sabia que o inverno é a estação mais indicada para realizar tratamentos estéticos? O clima ameno, a pele sem brozeado e a menor intensidade solar são condições ideais para os cuidados com a pele. Chegou a hora de deixar a sua mais lisa, hidratada e iluminada!

A razão para o inverno ser visto como uma ótima época para tratar a pele está no fator de incidência solar, que é menor nessa época do ano. Por isso, os tratamentos acabam sendo mais eficazes e menos prejudiciais. Vale lembrar que o uso de protetores solares continua sendo necessário, mesmo sem sol e no frio, hein?

Tratamentos como laser, peeling e aplicação de ácidos, que visam o rejuvenescimento da pele, estão na lista dos mais recomendados. Os que dão mais resultados são aqueles que combatem rugas, manchas no rosto, gordura localizada e flacidez. E para isso, a Extratos da Terra desenvolve cremes e ácidos maravilhosos, práticos e potentes que vão ajudá-la.

Quer saber quais os melhores procedimentos para investir e os produtos que não podem faltar no seu inverno? Nós temos 6 dicas infalíveis! Leia com atenção e prepare-se para curtir o verão sem preocupações.

Dica 1 – Para tratar celulite e estrias

Tratar a celulite sem sair de casa ficou ainda mais fácil. As melhores opções, especializadas em tratar celulites, flacidez e estrias, estão relacionadas aos ativos vetorizados – desenvolvidos através de nanotecnologia. Essa técnica permite que os produtos penetrem melhor na pele, atingindo as camadas afetadas de dentro para fora. Os que contém substâncias termogênicas, óleos vegetais naturais, ômegas e ácidos fracionados são os mais indicados.

Você encontra no Lipofeme Nano Shower Anticelulite e no Lipofeme Body Lotion Antiestrias.

 

Dica 2 – Para o rejuvenescimento facial

Quando falamos em rejuvenescimento, temos que falar dos maravilhosos antioxidantes – presentes nas vitaminas C e D. São eles que proporcionam o efeito antienvelhecimento e promovem uma série de melhorias no aspecto e textura da pele. Além disso, aumentam a produção de colágeno e previnem a perda de água – ou seja, a hidratação da pele dura muito mais tempo, e você não perde horas e horas com tratamentos fora de casa.

Você encontra no Dermosoft Day Reverse Creme Anti-Idade Facial e no Dermosoft Revitalize Dermo Vit C.

Dica 3 – Para evitar o ressecamento

Durante o inverno, os banhos são mais quentes e as roupas inibem a transpiração, e por isso a nossa pele tende a ficar mais ressecada. Para evitar a escamação e cuidar com carinho do corpo todo, é preciso recompor a oleosidade – por isso, prefira produtos naturais e menos abrasivos. Composições com ativos 100% vegetais, como óleos e manteigas, são opções de melhor absorção e mais ricas em hidratação.

Você encontra no Pro Vegetal Creme de Massagem Corporal Advanced Skin Technology e no Pro Vegetal Creme de Massagem Corporal Ômega 7.

Dica 4 – Para melhorar a circulação

Não fugir dos exercícios físicos e das massagens drenantes já é um ótimo passo para não deixar a circulação afetar o seu corpo no inverno. Estimular o metabolismo e proteger os vasos sanguíneos com tratamentos corporais são os passos seguintes. Procure por produtos com substâncias como Hiperemim (nicotinato de metila) e o Silanol (ligado à xantina), que aumentam a circulação na região tratada.

Você encontra no Vitta Hiperemim Creme de Massagem Lipotérmico.
Gostou? Invista na “operação inverno” e restaure a beleza da pele agora, para curtir o verão ainda mais linda! <3