Protetor Solar com ou sem cor?

Que precisamos nos adequar ao hábito no uso de filtro solar todo mundo sabe, mas que tal aproveitar e transformar este hábito um aliado à maquiagem diária? Os dois produtos protegem da ação nociva dos raios solares, mas o filtro com cor além da proteção uniformiza a coloração da pele e protege da luz visível.

Que luz é essa? A luz visível é aquela que pode ser emitida tanto pelo sol como pela tela da televisão, computador ou alguns tipos de lâmpadas. Os danos causados pela luz visível são menores mais lentos mas contribuem para as manchas.

Os filtros devem ser aplicados de forma especial já que a intenção é a proteção. A aplicação deve ser uniforme por todo o rosto, podendo usar no colo e pescoço e até nos braços e mãos. O filtro com cor é usado no rosto e o filtro sem cor em todo corpo, podendo usar o filtro com cor após o uso do filtro sem cor.

A diferença na hora de decidir é que o filtro comum escolhemos pelo FPS, enquanto que o filtro com cor escolhemos pela tonalidade que melhor se adapta à pele. Não economize e não exagere, o produto deve cobrir toda a pele de maneira uniforme.

Para se manter protegida, todos os filtros podem e devem ser reaplicados durante o dia com um prazo de até 4h entre as aplicações. Transforme este hábito num momento simplificado 2 X 1, já preparando e uniformizando a pele para sua maquiagem do dia a dia.

Conheça nossas opções de filtro para o rosto: sem cor temos o Dermosoft Protect Fotoprotetor Facial, que tem ação antioxidante e propicia alta hidratação. A escolha é sua, o que importa é se proteger! 🙂

Por Elizete Garcia, Coordenadora Técnica da Extratos da Terra

Como prevenir manchas de sol na pele

O surgimento de manchas de pele antes não vistas no espelho é muito comum nas estações mais quentes do ano. O Sol e as temperaturas cada vez mais altas castigam a pele, favorecem o fotoenvelhecimento e o ressecamento e deixam a pele sensibilizada – muitas vezes sem a capacidade principal de prevenir os danos causados pelos raios UVA e UVB.

Acontece assim: os raios penetram na pele de forma profunda e estimulam a produção da melanina, que nos protege dos danos causados por esses raios. Com o passar do tempo, os danos causados por essa radiação se acumulam e a melanina se concentra em algumas regiões formando manchas escuras.

Se a pele estiver com seu manto hidro lipídico e sua barreira saudável a proteção será maior. Porém, a idade e os fatores hormonais podem contribuir para que as manchas apareçam. Na gestação, por exemplo, a alteração hormonal possibilita a formação de manchas chamadas de cloasma gravídico. A idade também contribui, já que a defesa natural da pele fica defasada. Não somente gestação e a idade contribuem para aparecimento de manchas de pele, qualquer processo inflamatório pode resultar em uma mancha pós inflamatória exatamente pela concentração de melanina.

Prevenção é a palavra de ordem neste caso. O uso de FPS, chapéu, óculos e o cuidado com horário da incidência solar são fatores que contribuem para a prevenção. E a boa notícia é que algumas pesquisas apontam que manchas causadas mesmo após uso de filtro são mais fáceis de tratar. 

Para estar protegida, conheça nossa linha  Dermosoft Protect , produtos com testes de eficácia e com toque seco. Que pode ser associada ao cuidado diário com o uso do Dermosoft Revitalize Dermo Vit C, um produto com vitamina C pura nanoencapsulada, resveratrol e extrato de kakadú, a combinação completa que potencializa todos os cosméticos para qualquer biotipo e fototipo cutâneo. Uma combinação dessas vai te proteger como nenhuma outra! 😉

Celulite: como se forma

A celulite é um problema que pode ir além da estética. Pode se agravar, causando dor, e até mexer com a sua autoestima. Ela acomete sobretudo as mulheres, independentemente da idade. Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia, cerca de 90% das mulheres sofrem com esse problema. 

Mas você sabe por que os homens não costumam ter celulite?

Hoje você vai entender o que é a celulite, por que ela ocorre e por que os homens são privilegiados nesse assunto.

O que é como se forma

Primeiramente, a celulite é um acúmulo de gordura nas células adiposas e também resulta do excesso de líquido entre as células. Essas características geram algumas alterações na pele, como por exemplo ondulação, inflamação e, em casos mais graves, dor no local.

Vamos simplificar tudo isso para que você consiga entender as causas da celulite e também para que possa identificar qual a melhor forma de tratá-la. 

Para ficar mais fácil de entender, veja a imagem abaixo. A imagem da esquerda é uma representação da pele sem celulite e a da direita com celulite. 

Formação da celulite

Observe as “bolinhas” amarelas que ficam abaixo da derme, elas são as células adiposas que armazenam gordura. Na pele em condições equilibradas (pele sem celulite), essas células são pequenas e bem distribuídas. 

Mas o nosso corpo tem a capacidade de armazenar a energia que consumimos, na forma de alimentos, em gordura para usá-la quando passamos por algum momento de restrição alimentar, por exemplo.

Esse armazenamento ocorre nas células adiposas. À medida que o corpo vai armazenando essa gordura, as células adiposas aumentam de tamanho. Por consequência, vão comprimindo os vasos, as fibras de colágeno e as outras camadas de pele acima. 

Você consegue ver que na figura à direita não há mais espaço entre as células por causa desse aumento do tamanho dos adipócitos? 

Então, como resultado da compressão dos vasos e da falta de espaço, ocorre uma má circulação do sangue, e com isso menos oxigenação e nutrição chega às células. Além disso, os líquidos que ficam entre as células não são mais drenados de forma adequada, ocasionando o edema e o inchaço. 

O edema, somado ao aumento das células adiposas, puxa as fibras de colágeno para baixo. Como resultado, forma depressões na superfície da pele que são vistas como as ondulações e o conhecido aspecto “casca de laranja”.

Por que os homens não possuem celulite?

Bom, você pode estar se perguntando, mas se a causa da celulite é o aumento do tamanho das células de gordura e o edema, por que ela não acontece nos homens?

Existem dois motivos para isso: o primeiro é o hormônio feminino estrogênio, e o segundo é a estrutura anatômica da pele.

1 – Hormônio estrogênio

O hormônio feminino estrogênio facilita o acúmulo de líquido na pele, causando o edema que agrava essa compressão do tecido. 

Os homens, por outro lado, possuem a testosterona (hormônio masculino), que aumenta o metabolismo e evita o edema. 

Exatamente! Eles têm mais sorte 😉

2 – A estrutura da pele dos homens é diferente 

Nas mulheres, a camada de gordura está organizada verticalmente, permitindo assim maior acúmulo de gordura. Já nos homens, as camadas são organizadas em diagonal em pequenas unidades, que não conseguem acumular tanta gordura, evitando assim a celulite.

Veja a diferença da estrutura da pele dos homens e mulheres na figura abaixo.

Celulite: pele do homem e da mulher

Perceba que a organização em diagonal do colágeno não permite que as fibras sejam facilmente  puxadas para baixo como acontece na pele das mulheres. Como resultado, não se formam ondulações na pele dos homens. 

Homens, vocês são pessoas de sorte!

Dicas de como diminuir a celulite

As mulheres não precisam se desesperar, tudo tem solução! 

É possível, sim, diminuir o temido aspecto “casca de laranja”. Confira algumas dicas:

  • Faça mais exercícios físicos, pois eles aumentam o metabolismo e ajudam a queimar gordura. Além disso, ainda melhoram a circulação.
  • Tome mais água, hidratar o corpo é fundamental
  • Por último e não menos importante: use cosméticos de alta tecnologia para atuar direto no problema, aumentando a circulação local e o metabolismo e auxiliando na perda de gordura. Assim, você ganha um importante aliado nesse processo.

Para descontrair e entender um pouco mais o tratamento da celulite, a Extratos da Terra fez um vídeo especial sobre o assunto. Confira:

Tratamento

Sobre o uso de cosméticos para reduzir a celulite, você pode tratar o problema em casa com tecnologias diferenciadas, produtos nanoencapsulados, produtos concentrados e eficientes. Outra opção é procurar um profissional da área da estética. 

Para poder escolher qual dessas opções é a melhor, você precisa entender que a celulite possui graus diferentes, que são definidos pelas condições da pele. 

A celulite é dividida em quatro graus:

  • Grau 1: as ondulações irregulares na pele surgem apenas quando você comprime a pele.
  • Grau 2: as ondulações e os “furinhos” já podem ser percebidos sem comprimir a pele.
  • No grau 3: é possível perceber alguns nódulos ou saliências bem evidentes
  • Grau 4: a pele apresenta vários nódulos, é uma celulite “dura”. Há inchaço, comprometimento da circulação no local, a pele tem aspecto acolchoado e normalmente apresenta dor ao se comprimir o tecido. 

Nos graus 1 e 2, a celulite é mais fácil de ser tratada, o que pode até mesmo ser feito com dermocosméticos anticelulíticos. Já nos graus 3 e 4, normalmente a pele está em um processo inflamatório e, nesse caso, é bom procurar o auxílio de  um profissional de estética para tratar o problema. 

Gostou do conteúdo? Então compartilhe com quem você acha que também vai gostar!