Arquivo da tag: cosméticos biocompatíveis

Hydra Face: hidratante facial com hidratação imediata e prolongada por até 72h

O novo hidratante facial Hydra Face tem uma textura leve que absorve rapidamente na pele, deixando um toque seco, porém macio e agradável. 

O creme é indicado para todos os tipos de pele, incluindo as sensíveis, e foi desenvolvido com a tecnologia double gel network, que proporciona um sensorial leve e um filme aveludado para a pele do rosto. 

Hidratante facial barato
Hydra Face

O novo hidratante facial aumenta a hidratação da pele de forma imediata, ou seja, no mesmo momento em que se aplica o produto, ocorre o equilíbrio da água e da oleosidade na pele. Em consequência, forma-se um filme invisível na pele que hidrata instantaneamente e recupera rapidamente a aparência saudável e macia da pele.

Por outro lado, o Hydra Face aumenta também a hidratação da pele de forma prolongada. Dessa forma, ao utilizar o produto diariamente a hidratação se mantém por mais tempo e aumenta a longo prazo. Isso acontece porque o produto estimula a produção de hidratantes naturais na pele, tais como o ácido hialurônico.

Além disso, é um hidratante barato para o rosto e com a melhor combinação de ingredientes para a pele, como o ácido hialurônico e biocolágeno nanoencapsulado, ômegas e vitamina E. Esses ingredientes não só hidratam mas também protegem a pele dos radicais livres e evitam o envelhecimento precoce.

Por que a pele fica ressecada?

Já falamos da importância de usar um hidratante anteriormente em outro conteúdo aqui no blog, isso porque esse hábito mantém a pele saudável e mais protegida. 

Mas você já parou para pensar por que a pele fica ressecada? 

Basicamente a pele fica ressecada quando faltam água e componentes oleosos para as células. Em consequência, as células não ficam mais unidas como deveriam, o que acaba criando fissuras ou pequenas aberturas na camada mais superficial que serve de barreira protetora, como pode ser observado na imagem abaixo. 

Característica da pele ressecada

Com essas fissuras, a pele fica desprotegida e a água, que deveria estar mantendo a hidratação da pele, é evaporada para o meio externo, e isso resseca ainda mais a pele.

Por outro lado, a camada protetora também não funciona adequadamente, e agentes externos como bactérias e micro-organismos ruins para a pele conseguem entrar por essas aberturas. O resultado disso são incômodos como irritação, dermatites, acnes, entre outros problemas. 

Nós não conseguimos visualizar essas aberturas quando olhamos diretamente para a pele, mas podemos perceber quando ela está opaca, sem brilho e áspera. Portanto, se você observar essas características, este é um sinal de que a pele precisa de hidratação imediatamente. Mas é claro que o ideal é não deixar a pele ficar desprotegida e ressecada a este nível. 

Alguns hábitos como banhos muito quentes, uso excessivo de produtos que retiram a oleosidade da pele, produtos que deixem a pele irritada ou descamam são alguns exemplos de fatores que provocam o desequilíbrio da pele e a má formação de barreira. 

Além disso, ambientes mais secos facilitam a migração da água que está dentro da pele para o meio externo. Por isso, é comum se falar que, quando a umidade do ar está baixa, é muito importante ingerir mais água. 

Como o Hydra Face recupera a hidratação 

Nem todo hidratante facial é igual, e aqui vamos mostrar as diferenças do Hydra Face. Para isso, observe na imagem a seguir o que acontece na pele desidratada quando o Hydra Face é usado.

Ação do hidratante facial Hydra Face

Os números ilustrados na imagem nos mostram o que creme faz em cada região da pele.

1 – Primeiramente, o Hydra Face reconstrói o filme protetor por 72 horas. Lembra da imagem anterior da pele desidratada que possui fissuras? Então, o Hydra Face fecha essas fissuras com o filme e retém a água dentro da pele.

2 – Com a barreira de proteção reconstruída, os agentes externos não conseguem mais penetrar na pele facilmente, o que diminui incômodos como a irritação. 

3 – A água que fica retida na pele devolve o conforto e o bem-estar, deixando a pele com aspecto mais suave e com brilho natural.

4 – A hidratação natural se deve principalmente pelo ácido hialurônico pela água que ingerimos, que chega pelas camadas mais profundas da pele. Em seguida, ela é distribuída de forma uniforme pelos canais chamados de aquaporinas, chegando a todas as camadas. O Hydra Face estimula a produção de ácido hialurônico e aumenta os canais de aquaporina para que a água seja distribuída de forma uniforme na pele, reconstruindo assim a hidratação natural. 

5 – Para finalizar, o Hydra Face repõe os componentes graxos como, por exemplo, as ceramidas e os ômegas. Esses ingredientes se aderem às células para mantê-las mais unidas, aumentando ainda mais o filme protetor da pele. 

Com isso, pode-se dizer que o Hydra Face é um creme completo para o rosto que age em 3 mecanismos de hidratação: 

1 – Retém água na pele
2 – Reconstrói a hidratação biológica
3 – Reforça a barreira de proteção

Teste de hidratação imediata do hidratante facial

Realizamos uma pesquisa com 17 voluntários na faixa etária de 14 a 60 anos. Os voluntários usaram o produto e logo após descreveram o que acharam da experiência de uso do Hydra Face.

E esse foi o resultado:

94% dos voluntários sentiram a pele de hidratada a super-hidratada após o uso do produto
70% acharam que o produto absorve rápido na pele
71% disseram que a pele não ficou oleosa após a aplicação do produto
53% sentiram a pele aveludada após aplicar o produto
100% disseram que o produto não deixa a pele pegajosa

Quem uso aprovou o Hydra Face
Textura do Hydra Face
Veja também alguns depoimentos de quem experimentou:

“Gostei muito do hidratante, ele parece um carinho na pele, muito fácil a aplicação e espalhabilidade. Adorei a sensação de frescor e de hidratação.” Fernanda, 36 anos

“Esse hidratante é maravilhoso, ele hidrata sem deixar a pele oleosa, nunca consegui usar um hidratante que deixasse a minha pele hidratada assim sem que ela ficasse oleosa ou que me deixasse com acne. Além disso, a sensação ao aplicar é ímpar, você sente a hidratação logo na aplicação e depois, quando a pele absorve o produtos, ela fica sequinha, é incrível!! AMEI!” Suelen, 35 anos

“Como estava há algum tempo sem usar um hidratante facial, senti que minha pele absorve muito rápido o produto, estava necessitada. Com o uso nesses três dias, já senti que está super-hidratada e aveludada.” Eliane, 54 anos

“Após o primeiro uso, eu senti que a pele ficou com aspecto lisinho e aveludado. No geral, ele absorveu muito bem e demorou 1 minuto mais ou menos para isso acontecer.” Sofia, 23 anos

“Gostei do produto, deixa a pele bem hidratada logo após o uso.”, Gisele, 28 anos

Outros diferenciais do Hidratante Facial Hydra Face

Além de todos os benefícios mencionados acima, Hydra Face possui ainda outros diferenciais em relação a um hidratante comum para o rosto:

  • Aumenta em 44% a hidratação da pele em 7 dias
  • Aumenta a Aquaporina-3 em 257%, que distribui a água uniformemente em toda a extensão da pele. 
  • O efeito hidratante fica na pele até mesmo após a remoção do produto
  • Graças à tecnologia double gel network, o creme possui uma fragrância agradável, sem a necessidade de usar altas concentrações de fragrância, o que diminui a sensibilidade em peles reativas
  • Aumenta em 388% a produção de colágeno
  • Aumenta em 104% a produção de elastina
  • Possui o prebiótico inulina, que tem a capacidade de absorver e de reter grandes quantidades de água para manter os níveis adequados de hidratação da pele.
  • Repõe os ômegas 3, 6, 7 e 9 na pele

O Hydra Face é o hidratante facial que não deve faltar nos cuidados com a pele. Muito mais que um simples hidratante, ele é um carinho para o seu rosto.

Quer saber saber mais sobre o Hydra Face? A nossa técnica Elizete Garcia, fez uma live especialmente para falar desse novo hidratante facial. Confere no nosso Instagram 😉

Você pode adquirir o produto no nosso site ou com um de nossos distribuidores e revendedores. 

Diferenças entre creme de base vegetal e creme de base mineral

O creme de base vegetal é hoje uma das bases cosméticas mais compatíveis com a pele, ou seja, consegue ser mais eficaz quando comparado aos cremes que possuem óleo mineral na composição.

Vamos entender por que essas bases são melhores e trazem inúmeros benefícios para a pele. Mas primeiro vamos saber ao certo o que é uma base cosmética. 

Bases cosméticas são, por exemplo, os séruns, gel, gel-creme, loção ou creme. Esse tipo de base se refere à forma como o cosmético é feito.

É na base que são introduzidos os ingredientes ativos que fazem com que o produto tenha uma ação específica em disfunções como celulite, estrias, rugas e linhas de expressão, entre outros. 

Como um creme age na pele

Para um produto ter efeito na pele, ele precisa primeiro conseguir penetrar em suas camadas. Contudo, a dificuldade de um produto permear a pele é grande, isso porque ela tem a função de bloqueio para que substâncias do ambiente externo não consigam atravessá-la, evitando doenças ou outros problemas. 

Desse modo, a melhor forma de fazer com que um produto permeie a pele é buscando opções que sejam compatíveis com ela. Isso quer dizer que é preciso escolher produtos que façam a pele entender que eles já são substâncias naturais dela, e não elementos intrusos. 

As bases vegetais fazem exatamente isso. Elas possuem componentes idênticos aos que temos naturalmente em nossa pele. Então, quando aplicamos um creme de base vegetal, a pele entende como se fosse uma substância natural dela e não bloqueia a entrada desse produto. 

Dessa forma, ao permear a pele, esses componentes se juntam a ela e não são mais removidos quando lavamos, por exemplo. Isso faz com que essas bases continuem agindo na pele, hidratando-a por longos períodos.

ação do creme de mãos
Imagem ilustrativa de creme de base vegetal na pele, reconstruindo a barreira de proteção.


Além disso, depois de permear a pele, os ingredientes ativos que são carregados pela base vegetal agirão em lugares específicos. Dependendo do tipo desses ativo, eles vão agir nas camadas mais superficiais ou profundas, como no caso de ativos nanoencapsulados.

Qual a diferença entre o creme de base vegetal e o creme com óleo mineral?

Ao contrário do creme de base vegetal, que possui componentes semelhantes ao já existentes naturalmente na pele, o creme que possui óleo mineral aciona o bloqueio natural de proteção, pois o óleo mineral é uma substância estranha e intrusa ao corpo. 

Com isso, o óleo mineral formará uma película oclusiva sobre a pele, dificultando a perda de água que está dentro da pele para o exterior, o que evita a desidratação.

Após o uso do creme de mãos
Imagem ilustrativa mostrando a formação de película e barreira oclusiva

Essa película oclusiva cria uma falsa sensação de hidratação e também constitui um efeito passageiro, isso porque o óleo mineral impede que a água que está na pele evapore, porém não restaura a hidratação natural da pele nem a barreira de proteção. Assim, quando a pele é higienizada, essa película formada pelo óleo mineral é removida, e a pele volta a ficar desprotegida. 

Por outro lado, os cremes de base vegetal hidratam a pele de verdade, já que seus componentes são os já existentes na pele, recuperando a hidratação natural e restaurando a barreira de proteção mesmo depois da lavagem. 

Outra diferença é que, por constituir uma camada oclusiva, o óleo mineral também pode bloquear os poros da pele e dificultar a respiração. Esse fato, pode ocasionar problemas como cravos e espinhas. Por isso, é importante evitar óleo mineral na composição dos produtos, principalmente os faciais.

Qual escolher então?

Diante dessas diferenças, fica claro que os cremes de base vegetal são produtos mais modernos que trazem muitos benefícios à pele. Porém, esses produtos são caros, pois os componentes têm tecnologia mais avançada. Esse é o principal motivo de ainda encontrarmos no mercado muitos produtos com óleo mineral em sua composição. 

O importante é sempre avaliar qual o objetivo com o uso de um determinado produto. Para conseguir esse objetivo, é necessário um produto mais compatível com a pele ou um produto com óleo mineral trará o resultado que se espera?

Por exemplo, se você não deseja uma permeação muito profunda dos ativos e se a pele não precisa de uma hidratação extra, os produtos com óleo mineral podem valer o custo/ benefício. Por outro lado, se você precisa recompor a barreira de proteção da pele para restaurar a hidratação e ainda se deseja uma permeação mais profunda dos ativos, a base vegetal é a ideal. 

Cremes vegetais da Extratos da Terra

Em 2013, a Extratos da Terra lançou uma linha chamada Pro Vegetal. Aqueles novos produtos não se encaixavam nos conceitos de produtos convencionais, naturais ou orgânicos, e por isso criamos o conceito de “cosmético vegetal”.

Não se tratava de produtos convencionais porque não eram produtos comuns. Igualmente não eram produtos naturais, pois suas matérias-primas não passavam somente por processos físicos ou químicos simples, mas também por processos tecnológicos para extrair o melhor dos compostos vegetais. Do mesmo modo,  não eram produtos orgânicos, visto que as suas matérias-primas não têm certificação de orgânicos.

Esses produtos eram muito mais do que isso, oferecendo benefícios como:

  • Produtos com base tecnológica vegetal
  • Bases biocompatíveis com a pele
  • Veganos: não possuem ingredientes de origem animal e não são testados em animais (aliás, nenhum produto da Extratos da Terra é testado em animais)
  • 95% dos ingredientes são provenientes de fonte vegetal
  • Ingredientes certificados com o selo Ecocert
  • Livres de ingredientes derivados de petróleo, como óleo mineral, silicone e propilenoglicol
  • Com conservante eficaz e seguro, livre de parabenos 
  • Livres de óleo mineral, contêm somente óleos vegetais
  • Com componentes biodegradáveis que não agridem o meio ambiente
  • Livres de esfoliantes de polietileno
  • Livres de ingredientes que podem causar risco de sensibilidade à pele, como corantes

A partir de então, estabelecemos o termo “base vegetal” e, sempre que possível, passamos a desenvolver os produtos seguindo esse conceito. Até hoje, somos a única empresa com uma linha inteiramente vegetal de produtos profissionais.

Produtos Extratos da Terra com base vegetal
ícone produto de base vegetal

Vários produtos da Extratos da Terra possuem base vegetal, e você pode identificá-los no nosso site pelo selo vegetal, que estará nas imagens dos produtos (imagem ao lado). 

As embalagens dos produtos estão passando por atualizações, e o selo de base vegetal com o tempo também estará impresso nas embalagens, assim fica mais fácil identificar esses produtos. Esse processo ainda vai demorar um pouquinho para estar completo, mas ele já está acontecendo 😉

ícone livre de óleo mineral

Também possuímos produtos que não se enquadram na categoria de base vegetal, mas que não têm óleo mineral na composição. Esses produtos livres de óleo mineral podem ser identificados com o símbolo de livre de óleo mineral, como o da imagem ao lado.

Você já sabia da diferença entre cremes de base vegetal e base mineral?

Por que hidratar a pele é um passo essencial?

“Hidratar a pele é fundamental”. Essa frase é bem comum de se ouvir, mas você sabe por que precisamos hidratar a pele?

A hidratação é uma maneira de equilibrar os componentes aquosos e oleosos da pele que fazem a proteção do corpo em relação ao meio externo.

Nós possuímos um sistema natural de hidratação, com componentes produzidos pela pele e que asseguram essa proteção. Além disso, essa hidratação natural garante um aspecto saudável e com viço. 

Mas à medida que envelhecemos, a nossa pele produz menos desses componentes que fazem a hidratação natural. Por isso é necessário, hidratá-la com produtos topicamente aplicados. Além disso, manter a ingestão de água de pelo menos dois litros por dia fornece uma hidratação de dentro para fora. 

Outros aspectos ambientais como as mudanças de temperatura, a umidade do ar e a poluição prejudicam o filme protetor natural da pele, o que leva à desidratação e à aparência opaca e sem vida.

Todos nós devemos manter a hidratação, até mesmo as peles oleosas. Isso mesmo, muitas vezes essas peles estão desidratadas, ou seja, possuem pouca água na sua superfície e, na tentativa de fortalecer a barreira de proteção para evitar a evaporação da água, a pele produz mais óleo.

Portanto, os hidratantes devem incorporar-se à rotina de cuidados diários da pele já na adolescência. Isso porque estamos expostos diariamente a ambientes secos ou com mudança de temperaturas, poluição, banhos constantes ou muito quentes. Tudo isso afeta a barreira de proteção e deixa a pele vulnerável à desidratação.

O que ocorre se não hidratar a pele?

Se a pele não tiver os seus níveis normais de água e componentes naturais de proteção equilibrados, a barreira de proteção é danificada.

Com isso, mais água da superfície da pele é evaporada para o meio ambiente, e a pele começa a apresentar desidratação e leve descamação, como a imagem abaixo.

pele desidratada

Se o problema persistir, você vai perceber o aspecto áspero da pele, assim como as formações de linhas de expressão e fissuras. Esses fatores não só prejudicam a aparência saudável como também são o gatilho para a instalação de problemas como acne, dermatites, sensibilidades e envelhecimento precoce.

Além disso, sabe-se que, quando a pele está bem hidratada, ela responde melhor aos tratamentos. Isso acontece porque a pele consegue absorver e distribuir de forma mais uniforme todos os ingredientes que um produto de tratamento possui. 

Qual o melhor hidratante para a pele?

O melhor hidratante é aquele destinado ao seu tipo de pele. Isso porque cada pessoa tem necessidades diferentes. Por exemplo, as peles oleosas precisam de um equilíbrio maior entre a produção de óleo e o armazenamento de água. Por outro lado, as peles secas necessitam reforçar a barreira de proteção e favorecer a hidratação biológica. 

hidratar a pele com produto vegetal

Outro fator importante é o hidratante ser biocompatível, com base vegetal que possua componentes similares ao encontrado na pele ou que estimule a produção dos hidratantes naturais, como o ácido hialurônico.

Alguns exemplos desses componentes são os ômegas, vitaminas, escaleno, proteínas, ceramidas, ácido hialurônico vetorizado pelo silício e outros lipídios que hidratam de verdade a pele.

Ações de um hidratante

Existem diversos tipos de hidratante, e cada um age de uma forma diferente. Vamos ver alguns?

  • Hidratantes oclusivos e umectantes: esses componentes agem como um imã na superfície da pele, mantendo a água nessa camada e evitando a desidratação. É um tipo de hidratante que fornece uma hidratação imediata, porém a longo prazo não é tão eficiente, visto que, à medida que é retirado da pele, o seu efeito é perdido. 
  • Hidratantes biomiméticos: são produtos que possuem componentes idênticos ou muito parecidos com os presentes naturalmente na pele. Assim, quando aplicados, eles conseguem se incorporar às células, como se já fizessem parte delas. O resultado é um efeito hidratante de longo prazo, pois fortalece a película natural de proteção. Alguns exemplos desses componentes são os ômegas e o escaleno.
  • Hidratantes biológicos: são produtos capazes de estimular a produção de agentes hidratantes como o ácido hialurônico e os lipídios produzidos pelas glândulas sebáceas. São chamados de biológicos porque o próprio corpo já possui e produz essas moléculas. 

Portanto, um bom hidratante é aquele que associa a ação imediata de hidratação, sentida na pele na hora da aplicação, com a ação de longo prazo, estimulando ou repondo os componentes de hidratação natural da pele. 

Conheça os nossos hidratantes corporais e faciais biocompatíveis com a pele. 

Conhecendo as Bases Vegetais e seus benefícios

As bases biocompatíveis fazem parte de um novo conceito de qualidade que vem crescendo no mercado dos cosméticos ecologicamente corretos. Levam este nome porque são compatíveis com a membrana celular, compostas por 100% de óleo vegetal. Questão que as diferencia de muitos produtos do mercado, que costumam utilizar um misto de óleo vegetal e mineral.

A vantagem do óleo vegetal é que, além de ser uma fonte de energia renovável, não agride o meio ambiente e incentiva o desenvolvimento sustentável. Isso demonstra um compromisso consciente das empresas com a preservação do planeta, e com as extrações legais de matéria-prima. Obtido por meio de plantas e sementes, o óleo vegetal pode ser utilizado de várias maneiras, por exemplo: como lubrificantes, combustíveis, óleo de cozinha e em cosméticos.

Alguns cosméticos, além de livres de substâncias tóxicas como conservantes parabenos, parafina, propilenoglicol e conservantes liberadores de formol, são ricos em ômegas 3, 6, 7 e 9, o que lhes garante segurança e eficácia de uso em massagens. Esse é o caso da linha Pro Vegetal da Extratos da Terra, uma linha especializada em preservar a sua beleza e o meio ambiente.

Os produtos da linha Pro Vegetal têm em sua fórmula ativos vegetais e biodegradáveis  totalmente isentos de derivados do petróleo ou ativos minerais, e por isso são considerados Eco Friendly (amigos da natureza).

Nos protocolos que exigem técnicas manuais de aplicação, como o uso desta linha, serão necessárias menos manobras, menos esforço físico e, claro, menos desgaste do profissional. Isso se dá pois os próprios produtos agem para alcançar os resultados desejados. Os benefícios são sentidos tanto pelas clientes quanto pelas profissionais de estética, já que os cosméticos de bases biocompatíveis garantem melhor permeação dos ativos na pele e, portanto, melhores resultados.

O que demonstra essa real eficácia do produto é a concentração dos ativos e sua capacidade de chegar até às camadas mais profundas da pele. Por isso, os resultados são imediatos e percebidos logo nas primeiras sessões, com redução da celulite, gordura localizada, melhoria da circulação e eliminação de toxinas e radicais livres.

É importante salientar que o contato da cliente com o produto é apenas esporádico. Já para o profissional, a preocupação com a segurança da formulação cosmética deve ser prioridade, pois ele estará manipulando o produto constantemente e várias vezes ao longo do dia – razão que soma mais um ponto positivo para as bases biocompatíveis: elas não provocam hiperemia, nem dermatite alérgica, deixando a sua pele e a do profissional que lhe atende livre de irritações.

Faça também sua parte. Exija qualidade, inovação e postura ética das empresas cosméticas e dos profissionais de estética. Você, como cliente, ganha em satisfação, e o profissional, em saúde e qualidade de vida – além, é claro, de agregar valor ao trabalho por oferecer atendimento com produtos diferenciados.